quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Ambulantes garantem renda extra no feriado do Dia de Finados



A venda de flores artificiais movimenta o mercado sazonal de coroas no período que antecede o dia de finados, Dois de Novembro, em que é tradicional a visitação aos cemitérios. São arranjos sofisticados de plástico com valores que variam de R$ 10 a R$ 45 e que começam a ser fabricados no começo do segundo semestre de cada ano. Na Praça da Mulher do Pote, centro de Parnaíba, é o local da cidade com maior movimentação de vendas.
As pessoas têm tido mais opções de arranjos para adquirir e manter a tradição de enfeites nos cemitérios em homenagem aos entes que já partiram. A aposentada Francisca Carvalho disse que costuma comprar arranjos de flores para colocar no crucifixo principal do cemitério. Já a doméstica Lourdinha Silva comentou que prefere coroas de flores para por na cruz dos túmulos dos entes querido já idos.


Todos os anos a demanda por arranjos de flores acontece, bem como novidades quanto ao formato das coroas. No entanto, as vendas a cada ano estão distantes de superar as expectativas de quem fabrica e de quem vende, a exemplo do José Eudes. Ele disse que houve anos melhores quanto às vendas; mas tem investido seu trabalho para revendedores, de onde em tido mais saída. Já o vendedor Francisco das Chagas disse que a concorrência de lojas de artigos diversos e outras pessoas têm reduzido suas vendas.
Apesar de ser uma venda sazonal e tida pelos vendedores como em queda, o comércio de coroa de flores tem sempre público interessado nas compras para poder prestar uma homenagem simbólica e tradicional. A homenagem com flores se deve a sua simbologia de beleza, amor, alegria, glória; mas também a entrega a Deus, bem como a evolução espiritual e a própria alma
Por Daniel Santos/PCN
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...