O drama das famílias dos piauienses mortos em colisão com ônibus no Goiás






A colisão entre um carro e uma ônibus na BR-020, no Goiás neste sábado (29/12) causou comoção nacional e um profundo pesar nos familiares dos cinco mortos no acidente, que vinham passar o final de ano no Piauí.
Segundo matéria do Metrópoles, o acidente aconteceu próximo a Formosa (GO), Entorno do DF. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, as cinco vítimas, três homens adultos, um menino de quatro anos e uma menina de nove anos, estavam em um Palio, que colidiu de frente com um ônibus. Motorista e passageiros eram de duas famílias que viajavam para as festas da virada do ano.
No local, é proibido fazer ultrapassagens. Testemunhas relataram à PRF que o automóvel invadiu a pista contrária por volta das 5h. O carro vinha da cidade de Sonora, em Mato Grosso do Sul, e tinha como destino o estado do Piauí. O ônibus da Transbrasil fazia o trajeto São Raimundo Nonato (PI) para São Paulo (SP). O motorista do ônibus fraturou uma das pernas e não houve feridos entre os passageiros.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, as vítimas são: Dionísio Cleidiomar de Sousa, 29 anos; Wesley Renan da Silva Sousa, de 4 anos; Edimilson de Castro Lima, 45 anos; Edival do Santos Silva e Ana Karine Jesus Castro, 9 anos. O delegado Cristiomário Medeiros, titular da Delegacia de Planaltina (GO) e chefe do plantão de Formosa (GO), disse que a perícia vai apurar se houve manobra irregular.
Cleidiomar viajava com o filho Wesley e o ex-sogro, Edmilson. Com Edmilson estava a filha caçula, Ana Karine. A menina chegou a ser retirada das ferragens com vida mas teve uma parada cardíaca poucos minutos depois e morreu. O quinto passageiro do veículo, Edival Santos, era amigo das duas famílias. A mulher e as duas filhas de Edival tinham partido em viagem para a terra natal da família poucos dias antes da tragédia e aguardavam a chegada dele.
De acordo com informações repassadas ao CGNotícias, quatro das vítimas são naturais da cidade de Monsenhor Hipólito e uma de Francisco Santos, e vinham passar as férias de fim de ano ao lado de familiares em suas cidades natais.
As vítimas de Monsenhor Hipólito são Dionísio, seu filho Wesley de quatro anos, Edmilson e sua filha Ana Karine. A vítima de Francisco Santos é Edival Santos, conhecido pelo apelido de “Criança”.
Nas cidades há muita comoção e o ansiedade sobre o translado dos corpos. O ano novo das famílias será cercado de luto.
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Comments

Featured