sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Prefeitura, bancos e delegacias são atacados como montar uma loja virtual na 2ª noite de violência no Ceará

 Ataques a ônibus e prédios públicos e privados ocorrem desde a noite de quarta-feira (2), em um total de 42 crimes. Polícia diz que prendeu 18 pessoas desde o início da onda de violência.
Bandidos fazem novos ataques em Fortaleza e na região metropolitana
Bom Dia Brasil/Por G1
Bandidos fazem novos ataques em Fortaleza e região metropolitana
Cidades da Grande Fortaleza registraram mais uma noite e uma madrugada de ataques. Prefeitura, agências bancárias e delegacias foram os alvos de ataques incendiários na madrugada desta sexta-feira (4). Desde a noite de quarta-feira (2), ocorreram 42 ataques em Tinguá, Pacatuba, Horizonte, Maracanaú, Fortaleza, Caucaia, Pindoretama, Eusébio, Morada Nova, Jaguaruana e Canindé.
Desde o início dos ataques, 13 ônibus foram incendiados, tiros foram disparados contra prédios e bancos, e artefatos caseiros incendiários foram arremessados contra delegacias. Uma bomba foi colocada na coluna de um viaduto na BR-020, em Caucaia, e corre risco de desabar. Segundo a Secretaria da Segurança do Ceará, 18 suspeitos foram detidos desde quarta-feira.
A Secretaria de Segurança do Ceará não informou a motivação dos crimes. O presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, Cláudio Justa, acredita que os atentados são represália à fala do novo secretário de Administração Penitenciária (SAP), Luís Mauro Albuquerque, que foi nomeado para o cargo neste ano. O novo secretário afirmou que "o Estado não deve reconhecer facção" em presídio e fará fiscalização rigorosa para evitar a entrada de celular nas unidades prisionais.
Crimiosos incendiaram veículo e invadiram Caixa Econômica; agência ficou destruída — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução
Luís Mauro Albuquerque ainda se posicionou contra a separação de detentos por facção criminosa nas unidades prisionais do Estado.
No ataque ao prédio da Caixa da Pajuçara, na madrugada desta sexta, um grupo invadiu a agência com um carro, quebrou as vidraças e em seguida incendiou o local. Os suspeitos estavam acompanhados de um grupo que deu apoio à fuga, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).
Ainda durante a madrugada desta sexta-feira, o Palácio Municipal da Prefeitura de Maracanaú também foi atacado. Uma das salas no térreo, que estava em reforma, foi incendiada. A ação não resultou em vítimas e o fogo foi controlado logo em seguida. Ninguém foi preso até o momento.
Grupo criminoso assaltou e incendiou concessionária no Bairro Papicu, em Fortaleza. — Foto: Thiago Gadelha/Diário do Nordeste
A sequência de ataques, iniciada na noite de quarta, teve as seguintes ações:
Noite de quarta-feira (2)
Incêndio de ônibus coletivo no Bairro Edson Queiroz, em Fortaleza
Incêndio de ônibus coletivo no Bairro Parque Santa Rosa, em Fortaleza
Quinta-feira (3)


Criminosos detonaram uma bomba contra a estrutura de um viaduto na Caucaia — Foto: João Pedro Ribeiro/TV Verdes Mares
Explosão em viaduto próximo ao Bairro Metrópole, em Caucaia
Incêndio a veículo em Caucaia, Na Rua 114 no Conjunto Planalto Caucaia
Artefato inflamável arremessado em posto de combustível no Bairro Damas, em Fortaleza
Tiros em agência bancária no Bairro Otávio Bonfim, em Fortaleza
Danos a câmeras de videomonitoramento no Bairro Barra do Ceará, em Fortaleza
Danos a câmeras de videomonitoramento no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza
Ataque a fotossensor no Bairro Moura Brasil, em Fortaleza
Ataque a fotossensor no Bairro Messejana, em Fortaleza
Ataque a fotossensor, em Caucaia
Ataque a semáforo no Bairro Quintino Cunha, em Fortaleza
Ataque incendiário contra ônibus no Bairro Bonsucesso, em Fortaleza
Ataque a ônibus no Bairro Serrinha, em Fortaleza
Incêndio de ônibus coletivo no Bairro Parque Santa Rosa, em Fortaleza
Incêndio de ônibus coletivo no Bairro Barroso, em Fortaleza
Incêndio a coletivo no Bairro Mucuripe, em Fortaleza
Ataque de ônibus no Bairro Castelão, em Fortaleza
Ataque a ônibus em Fortaleza
Ataque a ônibus em Morada Nova
Van incendiada no Sítio São João, em Messejana, em Fortaleza
Ônibus queimado na Rua Santa Philomena, no Bairro Henrique Jorge, em Fortaleza
Caminhão de lixo incendiado em Messejana, em Fortaleza; fogo atingiu também carro particular
Sexta-feira (4)
Explosão de carro durante incêndio de veículos no 27º Distrito Policial, em Fortaleza
Tentativa de incêndio a veículos no 8º Distrito Policial, em Fortaleza
Agência da Caixa Econômica incendiada na Avenida Francisco Sá, em Fortaleza
Agência bancária do Bradesco metralhada na Pontes Vieira, em Fortaleza
Tentativa de incêndio a lotérica no Bairro Jardim Iracema, em Fortaleza
Prédio do Detran foi atacado, em Fortaleza
Carro com explosivos apreendido e cruzamento interditado, em Fortaleza
Posto de combustível atacado no Bairro Conjunto Palmeiras, em Fortaleza
Agência da Caixa Econômica incendiada na Pajuçara, Maracanaú
Ataque contra Palácio Municipal da Prefeitura de Maracanaú
Agência do Bradesco da cidade de Caucaia atingida por tiros
Suspeito morto em troca de tiro com policiais ao tentar destruir radar semafórico, no Eusébio
Tentativa de incêndio a veículos do 24º Distrito Policial, em Pacatuba
Ônibus escolar incendiado, em Tianguá
Centro Cultural da cidade de Pindoretama incendiado
Ônibus incendiado no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza
Na cidade de Canindé, criminosos puseram fogo em um caminhão e um trator
Ônibus da Prefeitura de Jaguaruana foi incendiado à 0h30 no Centro da cidade
Envio das Forças Armadas


Pelo menos seis ônibus foram incendiados em Fortaleza — Foto: Messias Borges/SVM
Diante dos ataques, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), solicitou do ministro da Justiça, Sérgio Moro, apoio da Força Nacional. O ministro de Jair Bolsonaro decidiu que só serão enviadas "em caso de deterioração da segurança".
O Ministério da Justiça informou ainda na quinta-feira (3) que o titular da pasta, Sérgio Moro, decidiu que só enviará tropas da Força Nacional ao Ceará se houver "deterioração" da segurança no estado. O ministro determinou que PF, PRF e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) auxiliem no combate à violência.
"O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, determinou, nesta quinta-feira (3/1), à Polícia Federal, à Polícia Rodoviária Federal e ao Departamento Penitenciário Nacional que tomem todas as providências necessárias para auxiliar o estado do Ceará no combate aos atos de violência ocorridos ao longo do dia. A decisão visa dar apoio imediato ao estado, solicitado pelo governador Camilo Sobreira de Santana", diz a nota do ministério.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...