quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Com a Chegada da VoePass, Gol poderá ofertar voos para Parnaíba. Entenda!

Nova identidade visual da antiga Passaredo
Durante o salão do Turismo da Rotas das Emoções, realizado em Parnaíba PI, o Governador do Piauí, Wellington Dias, anunciou que a Companhia Passaredo (VoePass), poderá ter voos ligando as cidades do litoral do Piauí, Maranhão e Ceará, estados esses que compõe a "Rota das Emoções".
De acordo com os executivos da empresa, o objetivo é de poder ampliar sua malha até o arquipélago de Fernando de Noronha, dentro dos três estados nordestinos, fomentando assim o turismo dos mesmos. De acordo com o representante da VoePass no Ceará, o coronel Paulo Edson, o objetivo é poder ampliar até a ilha de Fernando de Noronha, em breve. 
Esse vetor é um pouco mais ambicioso, porque ele deve iniciar em Fernando de Noronha, passar por Fortaleza, depois Jericoacoara, Parnaíba e depois Barreirinhas. As frequências com relação a malhas serão discutidas com as agências de viagem, mas o importante é que o passo foi dado. 
Mas o que pode ser bom, pode ficar ainda melhor, já que a Companhia VoePass, tem CODESHARE com a Gol Linhas Aéreas Inteligentes (é um acordo no qual duas ou mais companhias aéreas compartilham o mesmo voo, os mesmo padrões de serviço e os mesmos canais de venda). 
Atualmente, a Gol fechou mais um acordo de codeshare com a regional TwoFlex onde a mesma voo para o Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Pará e Amazonas, além da ponte aérea entre aos aeroportos de Congonhas (SP) e Jacarepaguá (RJ).
A parceria entre as empresas é estratégica. Os voos regionais foram criados basicamente para atender às exigências feitas pelos estados para concessão de desconto no ICMS do combustível de aviação. Em todos eles o incentivo prevê a criação de novas rotas para o estado e também dentro de seus territórios, mas sem determinar número mínimo de assentos oferecidos. Dessa forma, a parceria permite que a Gol atenda os requisitos e consiga o desconto para abastecer suas aeronaves.
De qualquer forma, mesmo que a Gol quisesse, não seria viável atender esses destinos regionais com aviões maiores como Boeing 737-700/800/900 devido à menor demanda e principalmente às limitações impostas pelos aeroportos ou aeroclubes do interior, que não possuem estrutura para receber aviões de maior porte.
Sendo assim, a Gol poderá ofertar voos de qualquer parte do Brasil para a Cidade de Parnaíba PI, através da VoePass que irá operar voos diários na cidade a partir de 2020. Atendendo a demanda de turistas Internacionais, que desembarcam no Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza CE, na qual a Cia tem codeshare com a empresa holandesa KLM e a francesa Air France.

ATR 72-600 da VoePass, fará a Rota das Emoções
Os voos ainda não tem os horários definidos, e nem as quantidades de voos diários. A aeronave que será usada, será o ATR 72-600, aeronave essa, muito bem conhecida e usada para voos regionais pela a concorrente Azul. A VoePass, terá um hangar de manutenção das aeronaves, no aeroporto de Jericoacoara CE. 
História da VoePass, antiga Passaredo
A VoePass Linhas Áreas, anteriormente Passaredo Linhas Aéreas, é uma empresa aérea brasileira com sede na cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo. É atualmente a empresa aérea brasileira mais antiga em operação no Brasil. Concentra suas operações no aeroporto Dr. Leite Lopes, em Ribeirão Preto, e no aeroporto Internacional de Guarulhos e agora também no Aeroporto de Congonhas em São Paulo. A empresa realiza voos para 34 destinos (atualmente em 2019) com aeronaves de modelo ATR 72-500 e ATR 72-600 com capacidade para 68 passageiros e, através de um sistema de codeshare com a GOL e a LATAM Brasil, oferece possibilidades de conectividade para vários destinos nacionais e um destino internacional (Buenos Aires) através da GOL.
Em 3 de julho de 1995 o presidente do Grupo Passaredo, empresa de transporte rodoviário de passageiros, José Luiz Felício, inaugurou a Passaredo Transportes Aéreos, com uma frota de aeronaves Embraer 120 Brasilia, ligando cidades como Ribeirão Preto, Goiânia, Brasília, São Paulo, Curitiba, São José dos Campos, Belo Horizonte e Vitória da Conquista. O negócio deu certo e logo três Embraer 120 voavam na empresa, PP-PSA, PP-PSB, PP-PSC.
Em 1997, através de um pool de operadoras turísticas, a Passaredo introduziu em sua frota um Airbus A310-300,[2] com capacidade para 244 passageiros, sendo a primeira companhia aérea brasileira a operar este modelo de aeronave. Logo seguido de um segundo exemplar para operar em voos charter para o Nordeste e Caribe. A empresa também recebeu dois ATR-42-300, com a intenção de substituir os seus três EMBRAER 120 pelo modelo ATR[desambiguação necessária], mas a crise monetária brasileira e a forte desvalorização do Real fez com que a empresa permanecesse com as três aeronaves Embraer 120. Em meio ao péssimo cenário econômico brasileiro, no dia 4 de Abril de 2002, José Luiz Felício preservou o patrimônio da empresa, suspendendo as operações para voltar em condições mais favoráveis no futuro.
Em Março de 2004, após um período de estudos e preparação, já independente do Grupo Passaredo, José Luiz Felício Filho mostrou o seu arrojo ao enfrentar a reabertura da empresa que ficou inoperante por dois anos e logo ressurgiu a Passaredo Linhas Aéreas com o PP-PSA. Posteriormente o PP-PSB entrou em rota e a companhia chegou até a Bahia de novo na rota Ribeirão Preto – Brasília – Barreiras – Salvador – Vitória da Conquista. Os planos deram certo, o Cmte. Felício comandava a empresa não só atrás da mesa como atrás do manche também. Para dar fôlego ao crescimento e atender ao Rio de Janeiro, arrendou da OceanAir o EMB120 PR-OAN e comprou nos EUA o PP-PSD, apelidado de Batmóvel por suas cores pretas.
A vigorosa expansão chegou em 2008 com planos audaciosos que incluíram a compra de mais dois EMB120 de matrícula PT-SLD e PT-SLE, ambos ex-OceanAir, e a chegada dos dois primeiros jatos EMBRAER 145,[5] além de uma nova identidade visual, moderna e com cores diferentes do comum nos aeroportos.[6] No Brasil apenas a Rio Sul havia operado esse modelo de avião. Em 2009 com os novos ERJ-145, a Passaredo inaugurou novas rotas para o Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Palmas, Bauru, Marília, Barreiras, Presidente Prudente, Goiânia e Recife. Com isso a companhia mais que dobrou a oferta de assentos e se consolidou como segunda maior regional do Brasil. Em 2010 a companhia recebeu um exemplar da aeronave ERJ-135 para acelerar a renovação da frota, dando assim continuidade na expansão de sua malha. Em fevereiro de 2011 a Passaredo finalmente aposentou os últimos três EMB-120, mas deixou de voar para Marília, Bauru e Presidente Prudente, alegando que os ERJ-145 eram grandes demais para a demanda dessas rotas.
Durante os anos de 2008 até 2012 a empresa chegou a operar uma frota de 17 aeronave ERJ-145 e um ERJ-135, inédito no Brasil. 
No ano de 2014 a companhia aérea Passaredo, juntamente com a Avianca, foi considerada a mais segura do Brasil, em um ranking do site AirlineRatings.com, que avaliou 449 empresas de aviação segundo critérios de segurança. Obteve a classificação de sete estrelas, a nota máxima. No total, 149 companhias aéreas avaliadas obtiveram sete estrelas. Além disso, a equipe do site avalia o histórico operacional das companhias para escolher as líderes do ranking.
Em março de 2015, a Passaredo lançou a primeira edição da Pass, revista de bordo distribuída gratuitamente aos clientes da companhia. Com periodicidade mensal e circulação na primeira quinzena de todo mês, a Pass promete matérias com conteúdos diversificados, abrangendo dicas culturais e gastronômicas, destinos turísticos, moda, beleza, esporte, saúde, negócios, entrevistas, além de informações sobre a companhia. "A revista é mais uma plataforma de comunicação oferecida pela companhia para seus clientes e parceiros, além de oferecer ao mercado de anunciantes uma possibilidade de ativação de sua marca em mais de oitenta voos e em vinte aeroportos operados pela Passaredo", conta o Comandante Felício, presidente da Passaredo.
Em 3 de Julho de 2017, a empresa foi adquirida para Grupo da Viação Itapemirim.
Em 11 de setembro de 2017, a Passaredo desfaz a venda para Itapemirim por descumprimento de contrato. Ainda em 2017 a empresa sai do plano de recuperação judicial.
No ano de 2018 a Passaredo anuncia seu plano de expansão com início a partir do primeiro semestre de 2019, foram inauguradas novas rotas, um novo website e a inclusão da companhia no plano de milhas da GOL o "Smiles".
No final do último semestre de 2018, uma restruturação na malha da empresa foi feita, assim alguns destinos deixaram de ser atendidos pela companhia, tais como: Rondonópolis, Três Lagoas, São José do Rio Preto, Belo Horizonte e foi retirada uma das frequências de voo para o Rio de Janeiro.
Em Fevereiro de 2019, a nova identidade visual da empresa foi apresentada em uma de suas aeronaves, o PP-PTN.
No dia 21 de agosto de 2019, a Passaredo comprou a MAP Linhas Aéreas e passou a chamar-se VoePass Linhas Aéreas.
Da Redação do PHB Airline News

Related Posts

Com a Chegada da VoePass, Gol poderá ofertar voos para Parnaíba. Entenda!
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments