domingo, 21 de maio de 2017

Ciro Nogueira recebeu propina de R$ 42 milhões, diz executivo da JBS.



De acordo com o depoimento do executivo, foi Ciro quem pediu os valores e depois repassou as candidatos de interesse. O dinheiro seria repassado para compra de apoio e publicidade.
O diretor da JBS, Ricardo Saud, descreveu em sua delação que a empresa distribuiu propina a mais de 1.800 candidatos de 28 partidos políticos nas eleições de 2014. Entre os beneficiados com o repasse, está o senador piauiense Ciro Nogueira, presidente do Partido Progressista (PP).
De acordo com o depoimento do executivo, foram depositados R$ 42 milhões na conta do partido e foi Ciro quem pediu os valores e depois repassou aos candidatos de interesse. O dinheiro seria repassado para compra de apoio e de espaço nas emissoras de TV
“Nós tratamos do PP com o Ciro, praticamente o Ciro pediu todas as doações. 95% desses 42 milhões foram feitos de forma dissimulada, propina depositada na conta do partido, nacional, e ele distribuía para outras pessoas”, descreveu Ricardo Saud.
O delator disse ainda que do total, apenas R$ 2,5 milhões foram pagos em espécie, através de um supermercado, que ele não cita o nome. “Teve um pagamento só em espécie, que foi um pagamento de dois milhões e meio que foi feito por um supermercado lá de Piauí, que aí eu não posso falar quem tirou ou quem entregou. Ele [Ciro] mesmo organizou isso, e nós fomos depois e quitamos a nota fiscal do supermercado”, informou.
Fonte: VIAGORA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...