terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Lauro Andrade Correia

Considerado um dos grandes prefeitos que Parnaíba teve.
Dr. Lauro de Andrade Correia e sua esposa
Rosette Nunes Correia
Lauro de Andrade Correia, Engenheiro Industrial graduado pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, casado com Rosette Nunes Correia, já falecida, além de prefeito de Parnaíba no quadriênio 1963 a 1966, foi presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí – FIEPI de 1974 a 1982, um dos fundadores da Faculdade de Administração de Parnaíba em 1969 e diretor do Campus Ministro Reis Velloso da Universidade Federal do Piauí, da qual é professor emérito.
Dr. Lauro Correia foi prefeito de Parnaíba no período de 1963 a 1966, em plena ditadura militar, ainda assim deixou um grande legado aos parnaibanos, sua marca como um dos melhores gestores deste município. Dr. Lauro Correia, grande tribuno, intelectual e escritor, cidadão probo e digno, sempre cavalheiro no trato pessoal. Metódico e organizado, em sua gestão à frente do município de Parnaíba, institucionalizou a bandeira, o hino e o brasão municipais, além de ter contribuído para a legislação local, tomando a iniciativa de leis relacionadas com o código de postura municipal e o plano diretor da cidade. Como principal obra arquitetônica, construiu o Centro Cívico.
Lauro Correia o prefeito:
Nas eleições municipais de 1962 três candidatos disputaram o cargo de prefeito municipal: Cândido Oliveira (UDN), José Oscar Freitas (PSD) e Lauro Andrade Correia (PTB), que foi o vencedor
Logo que assumiu o cargo, Lauro Correia enfrentou uma grande batalha pela preservação da integridade territorial do município. A Assembleia Legislativa do Estado do Piauí havia aprovado e o Governador Petrônio Portella sancionado as leis que criaram os municípios dos Morros da Mariana e de Bom Princípio, dilacerando o domínio territorial de Parnaíba. O objetivo principal do desmembramento era beneficiar os candidatos derrotados, que deveriam ser contemplados com os cargos de prefeito desses povoados.
O prefeito Lauro Correia, derrotado politicamente nesse episódio, foi vitorioso no Supremo Tribunal Federal, que julgou inconstitucionais as referidas leis.
Outra ocorrência relevante durante a sua gestão foi o envolvimento de políticos do PTB (José Alexandre Caldas Rodrigues, Lauro Andrade Correia, José Nelson de Carvalho Pires, Ary Castelo Branco Uchoa, João Batista Ferreira da Silva, Benedito Ferraz e outros) no episódio da surra dada em 1965 pelo Coronel do Exército Pedro Borges e outros teresinenses no Capitão dos Portos do Estado do Piauí, Capitão de Corveta Manuel Jansen Ferreira Neto. Tempos de ditadura militar instalada no país com o golpe de 31 de março de 1964, período em que o direito da força sobrepunha-se à força do direito, com prisões políticas e cassações de mandatos eletivos. Uma das vítimas foi Lauro Correia que sofreu ameaças de prisão.
Lauro Correia foi prefeito de Parnaíba no quadriênio 1963 a 1966, realizando a primeira administração planejada em território piauiense, através dos Planos Quinquenal, Diretor e Urbanístico, bem como dos Códigos de Posturas, de Obras e Tributário.
Outras realizações:
– Oficialização do Hino da Parnaíba e de outros Símbolos Municipais: Bandeira, Armas e Selos
– aquisição de sede própria para a Prefeitura na Avenida Presidente Vargas
– campanha pela construção da Barragem de Boa Esperança
– implantação do serviço de abastecimento d´água tratada e canalizada
– Construção do Centro Cívico.
Jornal da Parnaíba com informações de Alcenor Candeira Filho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...