Litoral do Piauí já registrou o nascimento de 5 mil tartarugas em 2018



Quem teve a sorte de estar na praia do Arrombado nesta segunda-feira (21), no município de Luis Correia, presenciou uma cena de encher os olhos: o nascimento de 140 filhotes de tartarugas marinhas. Os ovos começaram a eclodir pouco antes das 17h, deixando o final de tarde na praia ainda mais atrativo. O litoral piauiense é um verdadeiro berçário para duas espécies, a de pente e a tartaruga de couro. Segundo o Instituto Tartarugas do Delta, só em 2018 cerca de 5 mil filhotes já nasceram no Estado.
"No Brasil frequentam cinco espécies de tartarugas, porém, o Piauí é mais frequentado por duas espécies, que é a tartaruga de pente e a de couro. As duas espécies estão na lista crítica de extinção. A gente acompanha o nascimento do ninho e tem uma ideia de quando ele vai eclodir, entre mais ou menos 60 a 70 dias", explica Werlane Magalhães, bióloga e vice-presidente do Instituto Tartarugas do Delta.
O professor Raimundo Junior estava na praia e registrou o momento (vídeo abaixo) em que vários filhotes tiveram seus primeiros contatos com o mar. "Presenciar o nascimento das tartarugas marinhas é um espetáculo belo e interessantíssimo. É uma verdadeira aula de luta pela sobrevivência: quebrar a casca do ovo, sair do buraco, chegar na água, escapar dos predadores. Então, vê aquele nascimento é inspirador, único e exuberante", disse.
As ações para preservar os ninhos são intensas, pois de mil filhotes que nascem, só dois chegam a idade adulta. "Só nessa temporada a gente liberou 5 mil filhotes. Só em 2018. A cada temporada a gente libera uma média de 7 mil filhotes. Ao longo de 10 anos de trabalho já foram liberados 70 mil filhotes. Eles devem voltar daqui a 25 anos. A cada mil, um ou dois atingem a idade adulta. Sendo assim, temos que garantir que área de desova não seja descaracterizada como a construção de prédios, diques, marinas, para que não perturbe o berçário natural", afirma a bióloga.
Além dos predadores naturais, as tartarugas marinhas enfrentam nas praias do Piauí a ação do homem. Ainda é comum no litoral do Estado, o trafego de veículos na faixa de areia. "A circulação de veículos na praia perturba muito os berçários. O nosso litoral possui grande potencial turístico, então a gente vem dialogando com o pessoal do setor, participando de reuniões, para que a gente repense o tipo de turista que a gente quer para a nossa região. Praticar o turismo ecológico e começar a trabalhar medidas e formas de as pessoas aproveitarem o litoral sem ter que colocar carro na praia", alerta Werlane Magalhães, ressaltando que as comunidades locais também contribuem na degradação dos locais de desova.
"Não é só o turista, as comunidades locais andam de moto. O filhote é muito pequeno e não tem como enxergar de um carro ou moto. A gente sempre alerta para a proteção. Praia não é lugar de carro. Temos outros problemas? Temos! Mas esse é fácil de conter", acrescenta. 
De acordo com o Instituto Tartarugas do Delta, há ocorrências destes animais em toda a faixa de litoral do Piauí, no entanto, as praias do Arrombado, Coqueiro - ambas em Luís Correia - e Pedra do Sal, em Parnaíba, registram maior aparição.
O projeto Tartarugas do Delta iniciou em 2006 coms ações de conservação das tartarugas marinhas no litoral piauiense. Em 2013 o Instituto participou na seleção pública do Programa Petrobras Socioambiental, e foi contemplado no edital com o patrocínio da Petrobras, para execução do projeto Biodiversidade Marinha do Delta – BIOMADE em parceria com o SESC Piauí, projeto TAMAR e ICMbio. Como resultado importante foram marcadas as primeiras fêmeas de tartarugas marinhas no litoral piauiense e identificadas áreas prioritárias para conservação de tartarugas marinhas, boto-cinza e cavalo-marinho.
Em 2016 a tartaruga marinha foi reconhecida com Patrimônio Natural dos municípios de Parnaíba e Luís Correia e reconhecida como patrimônio do Estado juntamente com cavalo-marinho e peixe-boi.

Hérlon Moraes/Cidade Verde 
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Comments

Featured