terça-feira, 27 de novembro de 2018

BR-343 pode romper novamente”, alerta PRF

wellendal
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apresentou na manhã dessa terça-feira (27/11), o Relatório de Análises de Risco de Acidentes de Trânsito elaborado pela perícia técnica da PRF do estado do Sergipe, a mesma equipe que analisou a BR-135, mais conhecida como ‘Rodovia da Morte’ em 2017. O parecer técnico foi apresentado na sede da PRF durante uma entrevista coletiva.
Em entrevista ao Jornal Agora, da Rede Meio Norte, o superintendente da PRF-PI, Wellendal Tenório contou que desde 2017 a PRF já apresentou três relatórios das rodovias do estado.
“Nós encaminhamos os relatórios, já é o terceiro relatório que a Polícia Rodoviária Federal confecciona desde 2017, utilizando os peritos do estado do Sergipe, que são peritos que tem uma experiência internacional, inclusive em análise de geometrias e sinalização de rodovia”, contou o superintendente.
Segundo Wellendal Tenório, durante todo o trabalho foi utilizado scanner para análise do solo de três rodovias piauienses e foi constatado três pontos de atenção na BR-343.
“Nós utilizamos um scanner de última geração para fazer esse levantamento, fizemos em três trechos do estado, nas rodovias BRs-135, 316 e a 343. Aqui na BR-343 temos três pontos identificados inicialmente, nós iremos complementar até o final do ano de Teresina até o Litoral e devemos percorrer também a BR-316 até Picos.”
“Em Teresina identificamos um trecho próximo a Ladeira do Uruguai na saída de Teresina, onde houve um desmoronamento no final do ano de 2017 em razão de uma infiltração. Foi feito um serviço em regime de urgência pelo Departamento de Estradas e Rodagens-DER porém ele requer, segundo consta no relatório, que seja feito algumas intervenções no local. Temos uma infiltração, uma erosão constante e progressiva, um efeito degrau, deficiência na sinalização e a precariedade no espaçamento da rodovia, por tanto o relatório aponta urgência na regularização desse trecho para que nós não tenhamos um desmoronamento ou rompimento da rodovia agora no período chuvoso que se inicia.” disse o superintendente da PRF, Wellendal Tenório.


Fonte: Meio Norte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...