quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Segurança do Enem no Piauí vai ter 500 policiais e monitoramento de candidatos



Nesta quinta-feira (1º/11), a Secretaria de Segurança Pública do Piauí apresentou o plano de segurança para o Enem 2018, com representantes dos órgãos envolvidos para que aja o bom andamento do exame.
O Plano de Segurança para o Enem 2018 vai contar com a presença de 512 policiais, sendo um PM em cada ponto de aplicação de provas, viaturas extras e uma delegacia móvel. Vai integrar todos os órgãos essenciais para manter a aplicação tranquila, tanto para os que vão participar, quanto aos que acompanham nas proximidades dos locais.
A coletiva de imprensa ocorreu no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, montado na Secretaria de Segurança Pública do Piauí, que começará a ser operacionalizado ao meio-dia de sábado (03/11), em contato direto com o comando nacional.


Na reunião, estavam presentes os representantes dos Correios, da Fundação Getúlio Vargas, do Exército Brasileiro, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, da Cepisa, da Polícia Federal, da Guarda Municipal, da STRANS, e da prefeitura de Teresina.
As provas já estão sob escolta do Exército Brasileiro, em Teresina, e no município de Picos e a partir de sábado (03/11), elas serão transportadas aos locais, com escolta feita pela Polícia Militar.


SEGURANÇA CONTRA POSSÍVEIS FRAUDES
Segundo o secretário de Segurança coronel Rubens Pereira, aos participantes que já possuem ocorrência, com tentativa de burlar o Enem, a equipe de inteligência da Polícia Civil estará acompanhando.
“Todas aquelas pessoas suspeitas, ou havendo alguma ocorrência dessa natureza nós já estamos investigando, fazendo as tratativas necessárias junto com o serviço de inteligência como já fizemos em todos os certames. inclusive em concursos públicos, vamos continuar dando o mesmo tratamento que nós já demos aos outros certames”, disse.


Neste ano, no Piauí, serão 119.379 participantes, divididos em 32 municípios em um total de 311 locais de prova por todo o estado.
PROBLEMAS COM A FALTA DE ENERGIA
Ano passado, no Piauí, participantes do Enem tiveram a prova adiada por conta de um problema na rede elétrica, para este ano, segundo o gerente do centro de operações da Cepisa, Daniel Ângelo, o órgão vai contar com cerca de 300 profissionais, de engenheiros, técnicos e eletricistas, com um sobreaviso nos 32 municípios que terão a aplicação de prova no estado.


“A Cepisa está preparada por meio de um planejamento de sobreaviso de todos os profissionais nessas 32 cidades onde haverá aplicação de prova, o planejamento, ele inicia na sexta-feira (02/11), e vai até o domingo (04/11), para contemplar todo o processo e garantir que não exista nenhuma falta de energia, e se houver, uma atuação imediata nessas cidades vai ocorrer”, explica.
Daniel também ressalta a importância dos cuidados nos locais de prova por parte dos responsáveis, seja em escola, ou universidades, para evitar problemas internos.
HORÁRIOS DE PROVA
Os portões serão abertos às 12h (11h horário local), e serão fechados às 13h (12h horário local), iniciando às 13h30 (12h30 horário local).
Fonte: 180graus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...