DENUNCIA! Jogo da Loteria ilegal está funcionando a todo vapor em Parnaíba

Uma internauta fez uma grave denúncia para nossa reportagem do Portal do Águia, segundo a denunciante se trata de uma quadrilha de “Colombianos” que está agindo na cidade com um jogo (BOA SORTE), de acordo com a denunciante os colombianos agem na seguinte forma: colocam um prêmio acumulado no valor de R$3.000,00 (três mil reais), mas eles dão R$500,00 (quinhentos reais), para uma pessoa falar que foi o ganhador do prêmio acumulado de três mil reais, só que depois a mesma pessoa que recebeu o prêmio devolve o dinheiro R$ 2.500 (dois mil quinhentos reais) para dono do jogo.
As vendas dos bilhetes são comercializados por moças livremente no mercado municipal da Caramuru, e no mercado da 40, Centro de Parnaíba.
Os mesmo sempre usam um carimbo nas costas dos bilhetes com um prefixo fone (99) e não usam nem um fone do estado do Piauí, à denunciante ainda afirma que os colombianos dizem ter "policial envolvido no esquema deles".
Só lembrando que os maiores agiotas de Parnaíba são os Colombianos.
Esperamos que a Polícia Civil investigue está denúncia e prenda essa quadrilha que explora esse tipo de jogo ilegal dentro de Parnaíba.
Veja essas prisões na cidade de Santa Inês (MA), onde alguns colombianos já foram presos pela mesma prática do jogo lotérica ilegal.
Reportagem abaixo foi produzida pelo Portal G1-MA, em 07/01/2017 
Quatro colombianos e dois paraenses foram presos, neste sábado (7) em Santa Inês (MA), com milhares de bilhetes de loteria não autorizada da Colômbia e uma quantia em dinheiro não revelada pela Polícia Civil. A ação ocorreu após um mês de investigações iniciadas a partir de denúncias anônimas.
Os presos foram identificados como Duvan Fernandez Caicedo, 29 anos, natural da cidade de Mercaderes (Colômbia), que era o responsável pelo grupo; Anyi Paola Fernandez, 19 anos, também natural de Mercaderes (Colômbia); Franklin Ruiz Botina, 30 anos, natural de La Union Nariño (Colômbia); Alba Nancy Hernandez, 26 anos, também da cidade de de La Union Nariño (Colômbia). Além dos estrangeiros foram presos duas pessoas de Santarém no Pará: Augusto Cesar Santos Marques, 35 anos; Natasha Castro dos Santos, 22 anos.
De acordo com a polícia, o grupo estava sendo monitorado desde novembro e após uma diligências na região central da cidade, a equipe da Delegacia Regional de Santa Inês encontrou os suspeitos vendendo os bilhetes de loteria.
Na abordagem os policiais encontraram certa quantidade de bilhetes prontos para serem vendidos, assim como valor não revelado de dinheiro trocado. Os suspeitos levaram a polícia até o local onde moravam, onde foi possível prender o restante da quadrilha.
No local a polícia conseguiu apreender milhares de bilhetes, e mais uma quantia em dinheiro, juntamente com todo o material contábil do grupo e além de fotos de supostos ganhadores da loteria colombiana. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), todos confirmaram em depoimento que essa prática de loteria irregular é realizada por todos do grupo e que a mesma não é registrada no Brasil.
Em menos de um ano, 12 colombianos foram presos na cidade maranhense. A Polícia Civil segue com as investigações e pede a colaboração da sociedade, para que informe sobre qualquer atitude suspeita no WhatsApp Denuncia Santa Inês: 98 98825-9342.

Observe que os mesmo bilhete mostrado pela TV Mirante filiada a rede Globo que eles usavam nas vendas no Maranhão são o mesmo que eles usam aqui em Parnaíba, com nome (BOA SORTE), a suspeita que seja o mesma "quadrilha" que agia naquela cidade do Maranhão esteja se mudado para cidade de Parnaíba onde está funcionando a loteria livre nas feiras municipais de Parnaíba.
Cabe agora a Polícia Civil da delegacia regional de Parnaíba fazer o mesmo trabalho que a Polícia Civil do maranhão fez investigar e prender os acusados também 
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Comments

Featured