quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Capitão Anderson estaria em alta velocidade e com pneu de emergência, diz PRF

                                                                            Divulgação/PRF)
A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) divulgou uma nota apontando o que poderia ter causado o acidente com o presidente do PSL em Teresina e capitão do Corpo de Bombeiros, Marcelo Anderson. De acordo com levantamento feito pelos agentes, o veículo transitava com velocidade incompatível com o local, na BR 343.
A PRF escutou testemunhas que atestaram o excesso de velocidade. “De acordo com levantamentos feitos no local e testemunhas, o veículo desenvolvia velocidade incompatível para o local e utilizava um pneu de emergência que por orientação técnica só pode desenvolver velocidade máxima de 80 km/h”, ressaltou a PRF-PI.OITOMEIA
O ACIDENTE
O presidente do PSL em Teresina, Marcelo Anderson, morreu no início da manhã desta quinta-feira (01/08) após um grave acidente de trânsito a caminho de Parnaíba, cidade a 336 km ao Norte de Teresina. Capitão Anderson estava a caminho da cidade litorânea para uma reunião com o prefeito Mão Santa (sem partido) para tratar dos detalhes sobre a ida do presidente Bolsonaro a cidade no dia 14 de agosto.
O acidente aconteceu por volta das 08h35 no trecho entre as cidade de Piracuruca e Brasileira. Segundo os agentes da PRF, o capitão Anderson teve morte imediata. O corpo da vítima ficou presa às ferragens, porém foi retirado do veículo pelo Corpo de Bombeiros de Parnaíba. “As condições da rodovia são boas e o local do acidente é uma curva”, completou a PRF-PI.

Related Posts

Capitão Anderson estaria em alta velocidade e com pneu de emergência, diz PRF
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments