quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Eletricista preso por fraudar medidores de energia em cidades do norte do Piauí

Polícia prende pela 4° vez suspeito de fraudar medidores de energia nas cidades Parnaíba, Luís Correia, Piracuruca e Esperantina. 
Material apreendido na residência do suspeito na Zona Sul de Teresina — Foto: Divulgação /Polícia Civil
Conforme o Greco, presos por furto de energia nas cidades de Parnaíba, Luís Correia, Piracuruca e Esperantina apontaram o suspeito como o responsável por realizar o desvio.
A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (28), um homem identificado apenas pelas iniciais J. K.C. e S., suspeito de oferecer serviços como o de eletricista e fraudar medidores de energia em casas e empresas no Piauí. Essa é a quarta vez que o homem é preso pelo mesmo crime.
O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, informou que a polícia chegou até o suspeito por meio de denúncias. No ano de 2019, pessoas que foram presas nas cidades de Parnaíba, Luís Correia, Piracuruca e Esperantina por furto de energia apontaram J.K.C. e S. como o responsável pela prática da fraude.
Ele foi preso na própria residência, que fica no bairro Esplanada, Zona Sul de Teresina. De acordo com o delegado Laércio Evangelista, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), o homem possuía um mandado de prisão preventiva em aberto devido à reincidência na prática de furto de energia.
“Foi cumprido o mandado de prisão preventiva por conta dessa reincidência dele na prática de furto de energia. Ele chegava nas empresas oferecendo serviços de eletricista e se oferecia para fraudar o medidor. Essa é a terceira vez que ele é preso. A última vez aconteceu em 2019, por furto de energia na casa dele. Durante o cumprimento de mandado de prisão hoje, foram apreendidos ainda alguns medidores da Equatorial. Na casa, foi detectado também o furto de água”, comentou.
O eletricista será autuado pelos crimes de furto e receptação.
Fiscalização
Em 2019, a Equatorial Piauí informou em nota que intensificou a fiscalização nas unidades consumidoras do “Grupo A”, os grandes clientes. A “Operação Recaída", que teve início em maio de 2019 na região Norte do Piauí e avançou na região Sul em setembro, resultou na constatação de 8 fraudes reincidentes.
Segundo a empresa, os clientes, que já haviam sido encontrados com fraude, voltaram a burlar a medição de energia elétrica. "O apoio do GRECO foi fundamental para desarticular a ação fraudulenta reincidente no Estado", disse a Equatorial em nota.
"A autoria das irregularidades foi atribuída a uma única pessoa, que teria cobrado de R$ 3 mil até R$ 7 mil para fraudar as medições. A energia furtada, que deixou de ser faturada por causa das fraudes, é equivalente ao consumo mensal de um Shopping Center de Teresina, ou mesmo de uma cidade pequena do interior", declarou a empresa.
O valor em dinheiro que o Estado do Piauí deixou de arrecadar, calculado pela empresa, foi de aproximadamente R$ 250 mil, "impossibilitando investimento em saúde, educação e nos próprios contingentes das Polícias Civil e Militar", afirmou no comunicado.
Fonte: G1 PI

Related Posts

Eletricista preso por fraudar medidores de energia em cidades do norte do Piauí
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments