segunda-feira, 10 de agosto de 2020

A casa da Pedra do Sal

 Não importa de quem seja, a icônica casa nas pedras da Pedra do Sal faz parte do patrimônio turístico e cultural do povo parnaibano.

Obs.: Esta casa pertence a Roberto Trindade (Roberto Pilim), ex-secretário de cultura de Parnaíba e está sendo confundida com outra casa que fica ao lado também dento das pedras que pertence aos herdeiros do Ex-governado Alberto Silva, mas que está bem conservada.

Até entendo que a conhecida casa nas pedras da Pedra do Sal, com singular traçado arquitetônico do genial Gerson Castelo Branco, e de propriedade de familiares do falecido ex-governador Alberto Silva, precisa urgentemente de reparos e mais cuidados. Todos concordamos sobre isso. Mas, daí, a possibilidade de derrubá-la, acabando com um dos cenários mais vistos e lembrados do litoral piauiense, não concordo. Não mesmo! 

Sou comunicador parnaibano, fotógrafo entusiasta (amador) e cidadão piauiense, já fiz mais de 100 matérias sobre os encantos da Pedra do Sal, para blogs, portais, TV, jornais. E na maioria delas, a foto da casa nas pedras estava embelezando meus textos. Não concordo com a demolição! Não importa se a casa é de familiares do ex-governador Alberto Silva ou do João, da Maria, do Pedim ou da Nazaré. 

Aquele cenário, com a vista da casa nas pedras, faz parte da Pedra do Sal e está registrado em milhares de fotos no Brasil a fora, e até no mundo. E na mente de todos os parnaibanos. A casa nas pedras é da Pedra do Sal, e a Pedra do Sal é dos parnaibanos. É assunto inegociável. Os parnaibanos que amam a Pedra do Sal têm que buscar uma solução para que a icônica casa nas pedras permaneça lá, com a devida recuperação de sua belíssima estrutura arquitetônica, que já premiada no exterior e capas de renomadas revistas de arquitetura.

Esta é a verdadeira casa do ex-governador Alberto Silva que encontra-se bem conservada e atualmente pertence aos herdeiros do ilustre parnaibano.

Aproveito para dizer que a notificação não partiu do Prefeito Mão Santa e de nenhum órgão da Prefeitura de Parnaíba, como foi publicado na imprensa teresinense, até porque a gestão municipal não pode tomar decisão e nem tem poder em área do Patrimônio da União, com exceção se tivesse autorização para tal finalidade, o que não é verídico.

(Texto: Ribamar Aragão)

Related Posts

A casa da Pedra do Sal
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments