Não há informações das causas do fogo e se foi criminoso ou não. Somente a perícia irá informar as causas do incêndio.
Um incêndio foi registrado em uma propriedade da prefeita Marina Brito (PP) da cidade de Ilha Grande, no litoral do Piauí, neste domingo (24). O local se encontrava desabitado e desativado.
Em entrevista ao Meionorte.com, o tenente Erisvaldo Viana, comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar, explicou que tomou conhecimento do caso, onde uma guarnição se deslocou ao local e verificou a veracidade do fato. Porém, não há informações das causas do fogo e se foi criminoso ou não. Segundo ele, somente a perícia irá informar as causas do incêndio.
Prefeita Marina Brito (PP) da cidade de Ilha Grande (Foto: Redes Sociais_
“A prefeita tem uma casa de veraneio afastada da Cidade e eu já conhecia, onde recebemos informações que estava pegando fogo. A guarnição da PMPI ao chegar no local verificou a veracidade do fato. Mas não sabemos se o incêndio foi criminoso, pois todo a mobiliai estava dentro de casa. Somente a perícia vai dizer qual o motivo do incêndio. Sítio estava abandonado. Casa bem pequena. Prefeita está na sua casa em total segurança”, destacou.
Circulou nas redes sociais mensagens de áudio de que a casa da prefeita teria sido alvo de criminoso, e que ainda teriam trocado tiros. Vizinhos confirmaram a informação de disparos de armas de fogo ouvidos na região, mas a polícia diz que não houve o registro, segundo o comandante do 2° BPM. Em nota, a prefeitura reforçou ainda que a gestora se encontra em casa em segurança e que o local foi alvo de vandalismo.
“Prefeita Marina Brito encontra-se em sua residência com seu esposo, secretário Brito, descansando para mais um dia de trabalho que virar. Contra sua residência não houve qualquer atentado, o que houve na verdade foi um vandalismo em um chalé de sua propriedade no bairro cal em Ilha Grande, que se encontrava desabitado e desativado, nada que viesse a comprometer a segurança da prefeita e sua família”, diz o comunicado de esclarecimento. O caso será investigado.