Morre em Teresina o ex-delegado Bonfim Filho, aos 59 anos



Faleceu no começo da manhã desta sexta-feira (31), depois de 50 dias na UTI do Hospital de Terapia Intensiva (HTI), em Teresina, o ex-delegado-geral de Polícia Civil do Piauí, Franscico Carlos Bonfim Filho, aos 59 anos, em decorrência de complicações do diabetes. 
Bonfim Filho foi afastado da ativa e aposentado da Polícia Civil há quatro anos, por conta do diabetes. O ex-delegado fazia hemodiálise três vezes e usava cadeiras de rodas. 
Bonfim esteve internado outras vezes por conta da doença. Na madrugada do dia 14 de abril, depois de desmaiar em casa por complicações do diabetes, Bonfim foi levado para a UTI de hospital particular, onde foi entubado e respirava cvom ajuda de aparelhos. 
Em 2014, a Secretaria de Estado da Segurança Pública o homenageou pela retidão no exercício da profissão, comandando como delegado quase todas as distritais de Teresina, inclusive a Delegacia Geral na gestão do secretário de Segurança, Carlos Lobo, no governo Mão Santa. 
Ex-sargento do Exército, Bonfim também foi coordenador de várias delegacias especializadas, como a Polinter, Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico), que foi transformada mais tarde no Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).
"Bonfim foi tudo, um dos melhores delegados da Polícia Civil do Piauí", afirmou o delegado Menandro Pedro, um dos muitos amigos que Bonfim Filho fez na Secretaria de Segurança.
"Os pais dele eram meus padrinhos de batismo. Convivi com o Bonfim desde criança. Foi a notícia mais ruim que recebi hoje. Todo dia apuro homicídios, tô acostumado a ver cadaver na pedra fria do IML, no meio das ruas, mas a morte de um colega da natureza do Bonfim me deixa muito abalado. Ele era um exemplo de pessoa, como policial sempre desempenhou o cargo com dignidade, comprometimento, deixou uma história que eu espero que a Polícia Civil honre e marque nos anais a vida do delegado não só com a passagem dele como delegado-geral, mas por toda a dignidade com que ele foi policial. Rogo ao Grande Arquiteto do Universo que receba meu colega e amigo Bonfim Filho em sua morada celestial. Certamente esse chamado dele é porque já existe uma missão no céu", comenetou o delegado Francisco Costa, o "Baretta", coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa - DHPP.
O velório do corpo do delegado Francisco Carlos do Bonfim Filho será na Paz União, no Espaço Nuvens, de 11h às 17h, seguido do enterro, no Cemitério da Ressurreição.
"O delegado Bonfim é filho de policial militar, foi coronel e comandante da Polícia Militar e cresceu dentro dos quarteis da PM. Bonfim foi para o Exército como sargento, onde fez um belo trabalho e depois foi pra a Polícia Civil, onde construiu sua carreira de delegado. Ele passou por várias delegacias e foi delegado geral da Polícia Civil por quase 12 anos e investigou o crime organizado", lembra o delegado Menandro Pedro, amigo do delegado Bonfim.
Menandro Pedro destaca que Bonfim se dedicou totalmente á área da Segurança Pública, para tentar amenizar os problemas do povo do Piauí.
"É um homem que esqueceu de sua saúde, esqueceu de sua família, para se dedicar ao trabalho, amenizar os problemas do povo do Piauí. Homem competente, honesto, trabalhador, inteligente e hoje nos deixou. Ele tinha problemas de saúde, diabetes e fazia hemodiálise três dias da semana. Ele estava há quase 50 dias na UTI. Ele Bonfim foi tudo, um grande e um dos melhores delegados de Polícia Civil do Piauí", conclui Menandro Pedro.
Fonte: Paulo Pincel 
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Comments

Featured