sexta-feira, 21 de junho de 2019

Condenado a 137 anos de prisão, Correia Lima pede ao STJ a redução de pena




Se não sofrer novas condenações, o ex-coronel da Polícia Militar do Piauí, José Viriato Correia Lima, só deverá ser solto daqui a dez anos, em 2029. Aos 67 anos, o ex-militar está preso desde 1999, acusado de chefiar, na época, o crime organizado no Piauí. A informação foi dada ao portal (www.piauihoje.com), nesta quinta-feira (20), por uma fonte da Polícia Civil do Piauí.
O ex-coronel está preso na Penitenciária Mista de Parnaíba. Até agora, Correia Lima foi condenado a 137 anos de prisão em regime fechado. Ele já cumpriu 20 anos. E como no Brasil a lei garante que ninguém pode ficar preso por mais de anos, ele espera ser solto em breve.
Há exatos oito dias (12.06), o advogado Wendel Oliveira, encarregado da defesa de Correia Lima, deu entrada num pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), pedindo a redução de pena do ex-coronel para garantir a liberdade dele o mais breve possível.
Correia Lima responde processos por vários homicídios. Já foi condenado pelas mortes do policial civil Leandro Safanelli (1989). Por este crime ele foi condenado a 23 anos de prisão; morte de Zé Quelé (1996), pela qual também foi condenado a 23 anos de prisão.
Em 1998, Correia Lima mandou matar e queimar os corpos dos empresários Erinaldo Liberal Xavier Júnior e Hélio Araújo Silva. O crime aconteceu em 6 de março daquele ano, na localidade Taboca do Pau Ferrado, zona Sudeste de Teresina. Por esses assassinatos, Lima foi condenado a 47 anos de prisão.
Ainda em 1998, segundo o Ministério Público Estadual, Correia Lima comandou a execução do cabo Honório, da PM, dentro da casa onde o então coronel morava. Ele foi condenado a 19 anos de prisão.
No ano seguinte, o professor e engenheiro José Ferreira Castelo Branco, mais conhecido como "Castelinho", foi assassinado à queima roupa pelo ex-soldado da PM, Francisco Moreira do Nascimento. Em 2015, a mulher de Castelinho, Ana Zélia Correia Lima Castelo Branco, junto com o ex-coronel Correia Lima foram condenados como mandantes do crime.
Pela morte de "Castelinho", Correia Lima foi condenado a 25 anos de prisão. Julgados novamente pela 2ª Turma do Tribunal de Justiça do Piauí e confirmada a condenação, a viúva do professor, Ana Zélia, e o terceiro condenado, Francisco Moreira do Nascimento, são considerados foragidos da Justiça.
Fonte: Piaui Hoje

Related Posts

Condenado a 137 anos de prisão, Correia Lima pede ao STJ a redução de pena
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments