segunda-feira, 1 de julho de 2019

Mulher pega com celulares em feijoada vai responder na justiça



O Código Penal prevê pena de detenção, de três meses a um ano, para pessoas que levarem telefones celulares para dentro de presídios. 
Celulares encontrados dentro de feijoada levada para presidiário de Parnaíba
Após ser flagrada levando aparelhos telefônicos dentro de uma feijoada durante uma visita a um interno da Penitenciária Mista de Parnaíba nesse domingo (30), Maria de Fátima Pantoja foi conduzida à Central de Flagrantes da cidade e responderá na Justiça pelo ocorrido.
O delegado Charles Pessoa, diretor de Inteligência da Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), foi veemente ao afirmar que as práticas de levar celulares e entorpecentes aos presídios está sendo monitorada. “Se visitante tentar entrar nas unidades prisionais do Piauí ela será identificada e será conduzida à Central de Flagrantes”.
Feijoada com recheio de celulares
Segundo o diretor da Sejus, novos protocolos de acesso tem aprimorado o controles de acesso e intensificado as revistas dentro das unidades prisionais. No final e maio, uma mãe foi presa em flagrante ao tentar entrar com dois celulares dentro de um mamão na penitenciária de Parnaíba.
“Diariamente os presos no Piauí e no Brasil buscam burlar a fiscalização do Estado”, disse o delegado Charles.
Farinha com recheio de carregadores de celular
Para os casos de entorpecentes, visitantes flagrados transportando drogas para o interior das penitenciárias são autuados por crime de tráfico. “Independentemente da quantidade do entorpecente, essas pessoas são encaminhada à Central de Flagrantes e são autuadas por tráfico de drogas”, disse.
Além do visitante, a Sejus garante que os presos destinatários desses materiais também sofrem sansões. No caso dos celulares na feijoada, o detento Bernardo José da Silva Teixeira também será alvo do crime. “Tanto a sansão penal como a administrativa, dentro da unidade”, explica Charles.
Maria de Fátima Pantoja tentou entrar com celulares e carregadores na penitenciária de Parnaíba
Scanner danificado
A Sejus informou que está trabalhando na manutenção do scanner da unidade de Parnaíba, que está com defeito, e que ainda promove processo de aquisição de novos portais e scanners corporais para o sistema penitenciário piauiense.
Por Valmir Macêdo

Related Posts

Mulher pega com celulares em feijoada vai responder na justiça
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments