quinta-feira, 7 de novembro de 2019

ALBERTO TAVARES SILVA 101 ANOS – “QUEM VIVE NA MEMORIA DE UM POVO NUNCA MORRE”







No próximo dia 10 de novembro de 2019 – ao completar 101 anos do nascimento de ALBERTO TAVARES SILVA chega ao fim as comemorações do seu centenário. Nesse último ano publiquei aqui alguns textos que tinham por objetivo levar ao conhecimento do grande público a importância de Alberto Silva para a história do Piauí, sendo ele, na minha opinião, o piauiense de maior relevância do século XX com suas obras que levaram o Piauí para um estágio de desenvolvimento nunca antes alcançado em toda a sua história.
A partir do retorno de Alberto Silva à sua terra natal no final da década de 1940 formado em Engenharia Elétrica/Eletrônica, Civil e Mecânica pela renomada Escola de Engenharia de Itajubá em Minas Gerais, para assumir o seu primeiro mandato de Prefeito de Parnaíba em 1948, daí por diante o Piauí do atraso começava a experimentar os benefícios da modernidade e do progresso. Como prefeito de Parnaíba por dois mandatos 1948/1950 e 1954/1958 Alberto revolucionou a cidade, modernizando e ampliando a velha Usina de Força e Luz; aterrando áreas alagadas que causavam transtornos à cidade; calçando ruas e avenidas; modernizando as comunicações com implantação do primeiro sistema DDD – Discagem Direta a Distância, do Piauí; Urbanização e embelezamento de praças e avenidas; Implantação das Lavanderias Comunitárias para que as mães não levassem seus filhos para o rio quando iam lavar as roupas no cais onde muitos acabavam se afogando – um projeto de alcance social de grande relevância para a época; requalificação e modernização do sistema de ensino.
Após deixar a Prefeitura se elege Deputado Estadual para o mandato de 1951/1953, sendo o terceiro mais votado do Estado, mas após seis meses na Assembleia Legislativa renuncia para assumir a Direção da Estrada de Ferro central do Piauí – EFCP. Ali chegando promoveu um choque de modernidade e desenvolvimento: Ampliou e modernizou toda a linha férrea levando os trilhos até a Capital Teresina – antes o trem só ia até a cidade de Cocal. Substituição das velhas locomotivas a vapor por modernas e possantes locomotivas movidas a ÓLEO DIESEL proporcionado uma maior capacidade de transporte de carga e passageiros; Construiu os grandes galpões e oficinas para reparos das locomotivas e vagões; construiu os prédios do Almoxarifado e os grandes armazéns ainda hoje existentes – antes só havia a casa de passageiros e casa do telegrafo; construção da VILA OPERARIA MAJOR SANTA CRUZ para moradia dos ferroviários; Construção da Grupo Escolar Elzir Cabral para educação dos filhos dos ferroviários.
No início da década de 1960 é convidado pelo Governo do Ceará para assumir a direção da CENTAL NORTE DE ELETRIFICAÇÃO DO CEARÁ – CENORTE, com a missão de eletrificar todo o estado a partir da Capital Fortaleza que era abastecida por energia termoelétrica a diesel. Ali, no ano de 1962 comandada pelo Engenheiro Alberto Silva começava a saga de uma das maiores façanhas da engenharia brasileira da época: Trazer a energia da Hidroelétrica de Paulo Afonso – BA, para Fortaleza – CE e de lá para todo o Estado.
Alberto conseguiu em tempo recorde durante os governos de Parsifal Barroso 1962/1963*, Virgílio Távora 1963/1966* e Plácido Castelo 1966/1970* - (*) período em que Dr. Alberto esteve colaborando como Diretor Superintendente da CENORTE nos governos do Ceará - levar a energia elétrica a todos os municípios do Ceará. Em 1968 ele chegava com a rede de transmissão ao município de Chaval no extremo norte do Estado. Ali chegando viu a oportunidade de estender a linha de transmissão até sua Terra Natal a cidade de Parnaíba distante apenas 70 Km. Mas antes teria que vencer a resistência de alguns céticos que bradavam aos quatro cantos não ser possível a chegada da energia em Parnaíba com a potência suficiente para atender a demanda da cidade, inclusive o Engenheiro César Cals que na época era Presidente da Companhia Hidroelétrica de Boa Esperança – COHEBE(ainda em construção) chegou a dizer que rasgava seu diploma se a energia chegasse em Parnaíba com a potência de 66 Kv, a ele se juntaram alguns dos políticos mais influentes de Parnaíba para criticar o Engenheiro Alberto Silva e dizer que aquilo era um sonho – foi o começo da alcunha de “SONHADOR” que o perseguiu por toda a vida. Após vários estudos Dr. Alberto consegui a autorização do Ministro do Interior COSTA CAVALCANTE para trazer a energia elétrica até PARNAÍBA construindo, na época, a maior linha de transmissão do mundo com 1.090 km de extensão: 



PAULOAFONSO/MILAGRES/FORTALEZA/SOBRAL/CHAVAL/PARNAÍBA. Só um homem com a grandeza de Alberto para realizar tamanha proeza. Enquanto isso o Prefeito Dr. João Silva Filho se encarregava de construir a SUBESTAÇÃO ABAIXADORA de 66 Kv para 13.8 Kv e preparar a cidade com nova rede elétrica e novos postes para receber a energia da CHESF. Na noite de 26 de junho 1969, no Centro Cívico, o Ministro Costa Cavalcante e o Engenheiro Alberto Silva acionam simbolicamente a chave que energizava a cidade de Parnaíba sob os aplausos de uma verdadeira multidão – era o “cala boca” a seus críticos. Com isso Parnaíba passou a ser a primeira e única cidade do “PIAUÍ DO ATRASO” a contar com energia hidroelétrica. Em seguida ele levou a energia para as cidades de Luís Correia, Buriti dos Lopes e Cocal.
Antes do grande advento da energia Dr. Alberto e o Prefeito Dr. João Silva já vinham trabalhando pelo desenvolvimento de Parnaíba e na noite de 10 de fevereiro de 1968 sob os olhares incrédulos de uma multidão na Praça da Graça foi inaugurado oficialmente o sinal da TV CEARÁ – CANAL 2, também se tornando a primeira cidade do Piauí a contar com sinal de televisão. O sinal já vinha sendo capitado de forma experimental em algumas casas de parnaibanos ilustres desde o final do ano de 1967.
Finalmente em 1971 é indicado pelo Ministro Costa Cavalcante com o apoio do Senador pelo Ceará Virgílio Távora para ser o governador do Piauí até 1975, contrariando a eterna oligarquia comandada pelo Senador Petrônio Portela. Ali naquele inicio de década embalado pelo Brasil do “milagre econômico” Alberto Silva fez verdadeiros milagres no PIAUÍ DO ATRASO. Era o “sonhador” realizando os sonhos de milhares de piauienses ansiosos por melhores dias.

Para comemora o encerramento do CENTENÁRIO DE ALBERTO TAVARES SILVA vou elencar abaixo algumas de suas obras de grande relevância:
1 Eletrificação de 87 municípios com energia hidroelétrica de BOA ESPERANÇA – na época o Piauí tinha 115 municípios, todos sem energia elétrica. Alguns, inclusive Teresina, eram iluminados por energia termoelétrica movida à lenha ou diesel.
2 Construção do edifício sede da CEPISA na Av. Maranhão.
3 Construção do Terminal de Combustíveis de Teresina – o Piauí era dependente do Ceará e Maranhão.
4 Asfalto ligando Luís Correia no extremo norte do estado a Corrente no extremo sul com o grande “Y” rodoviário (Rodovia PI 4): Floriano / Itaueira / Canto do Buriti / Eliseu Martins / Gilbués / Bom Jesus / Corrente. Na época o asfalto que existia no Piauí eram apenas algumas ruas e avenidas de Parnaíba e a estrada que levava até a cidade de Luís Correia – também implantados por Alberto Silva e o Prefeito Dr. João Silva no final da década de 1960, fora isso, existia mais 9 km de asfalto ligando Teresina ao bairro Socopo. Ao sair do governo Alberto deixou mais de 5.000 km de estradas asfaltadas.
5 Asfalto ligando Teresina a União
6 Asfalto ligando Teresina / José de Freitas / Barras
7 Asfalto ligando Teresina / Picos e Araripina em Pernambuco
8 Asfalto ligando Piripiri à cidade de Tianguá – CE.
9 Asfalto ligando Parnaíba à cidade de Chaval – CE.
10 Implantação da Fundação Universidade Federal do Piauí – CAMPUS DA ININGA – em terreno escolhido pessoalmente por ele. Inclusive, com a nomeação do primeiro Reitor Dr. Hélcio Ulhoa Saraiva. Esta nomeação foi motivo de uma disputa acirradíssima entre Alberto que queria um reitor com experiência e Petrônio Portela que queria nomear um apadrinhado seu. Alberto venceu e nomeou o Dr. Hélcio, um paulista de grande renome no meio acadêmico. Também construiu e implantou o novo CAMPUS DA UNIVERSIDADE FEDERAL EM PARNAÍBA – Campus Ministro Reis Veloso.
11 Criação da Secretária de Cultura
12 Criação do Plano Editorial do Piauí / Companhia Editora do Piauí - COMEPI, com isso, reeditou mais de sessenta livros de autores piauienses que estavam no esquecimento.
13 Criação da Comenda ORDEM DA GRÃ CRUZ RENASCENÇA DO PIAUÍ. Gostaria de abrir um parêntese para falar da grandeza do Dr. Alberto: durante seus dois governos ele concedeu esta comenda no grau maior “COMENDADOR” a apenas três personalidades: Ministro Reis Veloso; Dr. Deolindo Couto e Cel. Stanley Batista, da Rede Ferroviária S/A. – REFESA. Hoje esta comenda foi banalizada e é distribuída às dezenas sem muito critério de merecimento.
14 Construção do Monumento a Batalha do Jenipapo em Campo Maior
15 Construção do Palácio da Justiça (prédio do Tribunal de Justiça)
16 Construção da maternidade Evangelina Rosa em Teresina e muitas outras iguais em cidades do interior.
17 Construção do Hospital de Doenças Infecto Contagiosas – HDIC, hoje hospital Natan Portela. Aliás, colocar o nome de alguém do clã dos portelas nas obras do Dr. Alberto virou prática comum, foi assim com o Campus Universitário da Ininga que agora se chama Campus Ministro Petrônio Portela e com o HDIC que virou Hospital Natan Portela.
18 Construção de mais de 60 Hospitais Regionais (nos dois governos) com destaque para os hospitais de Floriano, Picos, Piripiri, Amarante, Simplício Mendes, Palmeirais, Demerval Lobão, Agricolândia, Hugo Napoleão, São Pedro do Piauí, Joaquim Pires, Piracuruca, José de Freitas, Corrente, Jaicós, Porto, Itaueira e Batalha.
19 Reforma e ampliação dos Hospitais de Aguá Branca, Agricolândia, Angical, e mais 500 leitos em outros hospitais.
20 Reforma e ampliação do hospital Getúlio Vargas com a construção do Ambulatório e do 3º pavimento.
21 Construção da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, do Hospital Getúlio Vargas
22 Construção da Unidade de Queimados no HGV – até então a única no Nordeste
23 Construção do edifício sede da 48ª Regional de Saúde
24 Construção e implantação do Laboratório de Cito-patologia
25 Construção do Novo Hotel Piauí (Hoje Luxor Hotel). Antes, se alguma personalidade viesse visitar Teresina tinha que se hospedar em casas de pessoas mais abastadas, pois não existia hotel com o mínimo conforto em Teresina – era o “PIAUÍ DO ATRASO”.
26 Construção da Colônia de Férias do IAPEP.
27 Criação da Secretária de Indústria e Comercio e da CODIPI (Distrito Industrial)
28 Implantação do Distrito Industrial do Piauí - Teresina
29 Criação da PIENTUR – na época não se falava em turismo no Piauí. Implantação do 3º Polo Turístico do Nordeste
30 Divulgação do Delta do rio Parnaíba para as grandes operadoras de turismo do Brasil e do exterior. Teve como garoto propagando o REI PELÉ.
31 Estruturação e divulgação do Parque Nacional de Sete Cidades – antes totalmente desconhecidos até mesmo para os piauienses. Construção da estrada que leva ao Parque de Sete Cidades (da BR 222 até o Portão Sul e do Portão Norte até Piracuruca)
32 Compra para o estado e reforma do TEATRO 4 DE SETEMBRO. Para a inauguração trouxe o Balé do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e a Orquestra Sinfônica Nacional regida pelo renomado maestro ISAAC KARABTCHEVSKY – foi um choque de cultura no “PIAUÍ DO ATRASO”.
33 Reforma e construção do segundo pavimento do Palácio de Karnak com jardins de Burle Max – antes tinha até uma pocilga.
34 Construção do ZOOBOTÂNICO com aquisição do terreno – hoje a maior área verde de Teresina.
35 Construção do estádio ALBERTÃO.
36 Construção do Instituto Antonino Freire (para requalificar os professores da rede pública de ensino – ainda hoje funciona)
37 Implantação de sistema de abastecimento d’água tratada em mais de cem localidades e municípios.
38 Construção da segunda Ponte JK sobre o rio Poti
39 Construção da Ponte da ININGA – aí já como presidente da EBTU – Empresa Brasileira de Transportes Urbanos.
40 Construção da ponte da Tabuleta ligando Teresina a Timon.
41 Construção da Ponte Simplício Dias – ligando o centro de Parnaíba à Ilha Grande de santa Isabel
42 Construção da Ponte do Jandira sobre o rio Parnaíba ligando o Piauí ao Maranhão (Já como Presidente da EBTU)
43 Construção do novo Campus da UFPI em Parnaíba
44 Implantação do Projeto CASA ESCOLA com atendimento a mais de 100 mil crianças na Capital e no interior.
45 Implantação da Cooperativa DELTA de Produtores de Leite do Baixo Parnaíba
46 Construção do Centro Materno Infantil de Parnaíba (hoje desativado)
47 Construção do CSU - Centro Social Urbano de Parnaíba (Onde funciona a Prefeitura)
48 Modernização do sistema de telefonia em todo o estado com a construção dos novos prédios da TELEPISA em Teresina e Parnaíba (primeiro governo)
49 Modernização e requalificação da nova orla da praia de Atalaia com abertura da Av. Teresina e construção de 20 novos bares
50 Construção de um conjunto habitacional para os concessionários dos novos bares da orla de Atalaia para que estes não morassem nos bares.
51 Construção do Terminal Turístico da Pedra do Sal
52 Aquisição do Iate ANTARES para implantação do turismo no Delta do Parnaíba
53 Construção do Complexo Turístico Hoteleiro da praia de Atalaia (ficou inacabado)
54 Construção do Hotel Delta e do Cine GAZETA em Parnaíba (primeiro governo)
55 Modernização e ampliação do Hotel Delta em Parnaíba (segundo governo)
56 Implantação do programa SANEAR em Teresina (construção de mais de 450 km de esgotos subterrâneos em Teresina e da Bacia de Tratamento).
57 Aterro e saneamento da orla do rio Poti em Teresina com abertura de avenidas onde hoje ficam os shoppings Teresina e Riverside.
58 Construção do parque Aquático da Poticabana para a população de baixa renda
59 Construção das principais ETAs – Estação de Tratamento D’água de Teresina
60 Implantação do Abastecimento D’água em Parnaíba e em mais de 100 localidades e municípios.
61 Construção do PRE-METRÔ de Teresina com o rebaixamento dos trilhos em vários cruzamentos com destaque para a Av. Frei Serafim.
62 Aquisição de cinco trens importados da Hungria para o Metrô.
63 Construção de nove viadutos para passagem do trem do Metrô em Teresina.
64 Construção de dez Estações de Passageiros para operação do Metrô de Teresina
65 Construção das passarelas da ponte ferroviária que liga o Bairro Cristo Rei ao Itararé em Teresina (antes eram frequentes os acidentes com mortes da população carente que era obrigada a caminhar sobre os trilhos para cruzar a ponte)
66 Criação e implantação do PROJETO PIAUÍ – o maior plano de desenvolvimento social, econômico e cultural já existente no Piauí.
67 Construção de mais de 5.500 casas e apartamentos pela COHAB-PI
68 Construção da Fábrica de Alimentos
69 Construção da Fábrica de Roupas
70 Construção do Instituto de Perinatalogia (assistência a mulheres grávidas)
71 Inicio da construção do Porto de Luís Correia
72 Construção do Hospital Mariano Lucas em Buriti dos Lopes
73 Construção dos Ginásios Polivalentes em todo o Estado (em Parnaíba Colégio Polivalente Lima Rebelo)
74 Reforma e requalificação do Complexo Turístico do Porto das Barcas em Parnaíba
75 Construção da BARCA DO SAL – para revitalizar a navegação do Rio Parnaíba
76 Ampliação da Universidade Estadual do Piauí
77 Implantação dos Projetos de Irrigação Tabuleiros Litorâneos e Platôs de Guadalupe
78 Reforma e ampliação dos aeroportos de Teresina e Parnaíba com novas pistas e novos terminais de passageiros.
79 Implantação da EMATER no Piauí
80 Implantação da indústria de pesca IPECEA em Luís Correia em parceria como o Governo do Ceará. (Primeiro governo)
81 Implantação da TV CLUBE CANAL 4 em Teresina (foi o articulador da concessão)
82 Construção do monumento da Independência do Piauí na Av. Capitão Claro (aquele das três colunas em frente ao colégio diocesano)
83 Abertura e urbanização, em Teresina, das avenidas Marechal Castelo Branco, Antonino Freire, Higino Cunha, Nossa Senhora de Fátima, Homero Castelo Branco, Presidente Kennedy, Jóquei Club, Dr. João Tajra – antiga Fortaleza, João XXIII, Dom Severino, Raul Lopes.
84 Construção da Barragem do rio Piracuruca na cidade de Piracuruca
85 Construção da barragem de contenção da lagoa do Buriti em Buriti dos Lopes
86 Construção do edifício sede da CEPISA em Parnaíba, na Av. São Sebastião.
87 Construção do colégio DR. João Silva Filho na Av. Dr. João Silva em convenio com a Prefeitura Municipal de Parnaíba.
88 Implantação definitiva da TV EDUCATIVA com a compra de novos equipamentos e melhoria das instalações.
89 Projeto, estudos e análises, para a construção da Barragem de Castelo, inclusive com a desapropriação e indenização de terras
90 Estação de Tratamento d’água de Corrente, Jaicós e União – 2º Governo
91 Implantação de 1.800 km de rede elétrica urbana e rural – 2º Governo
92 Implantação em Parnaíba do Centro Nacional de Pesquisa Agropecuárias da EMBRAPA
93 Implantação do Programa de Atendimento ao Pequeno Produtor Rural – PAPP
94 Perfuração de mais de 600 poços tubulares, entregues equipados para a população.
95 Reforma e ampliação do parque de Exposições Dirceu Arcoverde
96 Construção de uma ponte sobre o rio Piracuruca
97 Construção de uma ponte sobre o rio Guaribas em Picos
98 Distribuição de mais de 1.200 módulos de irrigação de 2 a 4 hectares para os municípios
99 Construção de novos reservatórios d’água, estação de tratamento e ampliação de 350 km de rede de distribuição d’água em Teresina (aumentando em 120% a capacidade de atendimento)
100 Criação e incentivo às cooperativas de artesãos do Piauí com exposições internacionais do Mestre Dezinho (foi o primeiro governo a dar destaque aos artesãos no Piauí)
101 Construção da nova Av. Frei Serafim com jardins de Burle Max, com fontes luminosas e calçadas de pedras portuguesas – Teresina.
102 Reconstrução das novas praças da Bandeira, Pedro II e Rio Branco
103 Construção da nova Av. Miguel Rosa com duas pistas e canteiro central se estendendo do contorno rodoviário na Tabuleta até a Praça da Bandeira – Teresina.
104 Construção do Conjunto Residencial Cristo Rei - Teresina
105 Construção do Conjunto Residencial Redenção - Teresina
106 Construção do Conjunto Residencial do IAPEP no bairro São Cristóvão - Teresina
107 Construção do conjunto de apartamentos do IAPEP na Rua Santa Luzia – Teresina
OBS: Comecei a enumerar algumas das obras mais relevantes do Governador ALBERTO SILVA na sua passagem por duas vezes no Palácio de KarnaK – 1971/1975 e 1987/1991, com a meta de destacar apenas 100 obras em homenagem ao seu centenário, mas quando me dei conta já estavam em 107, então decidi parar aqui, caso contrário, essa lista dobraria de tamanho, pois não me dei ao trabalho de fazer uma pesquisa profunda, apenas busquei alguns registros literários e outras de memória mesmo, pois tive a honra de participar, inclusive, das inaugurações. Mas como dizia o Ministro JOÃO PAULO DOS REIS VELOSO “A MAIOR OBRA DE ALBERTO SILVA FOI A REVOLUÇÃO DA CUCA” Abrindo a mente dos piauienses e alargando seus horizontes, fazendo renascer aquilo que é mais importante no ser humano: A ESPERANÇA E AUTOESTIMA.
OBRIGADO DR. ALBERTO TAVARES SILVA O SENHOR VIVE PARA SEMPRE!
Joaquim Vidal – JOCA
Parnaíba – PI. 07 de novembro de 2019
Facebook

Related Posts

ALBERTO TAVARES SILVA 101 ANOS – “QUEM VIVE NA MEMORIA DE UM POVO NUNCA MORRE”
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments