terça-feira, 19 de novembro de 2019

Condutores reclamam de excesso de multas em radares no Litoral; Dnit diz ter corrigido erro








Condutores estão reclamando do excesso de multas cobradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), desde agosto, nos radares da BR-343, na saída de Luís Correia para Parnaíba, e na Avenida Pinheiro Machado. 
Av. Pinheiro Machado 
Há casos em que condutores de motocicletas foram multados pela velocidade de 163 km/h na via onde é permitido 60 km/h. O órgão fiscalizador informou ter ocorrido um erro nos equipamentos, mas que o problema foi corrigido e as multas estão sendo retiradas.
Segundo o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), José de Ribamar, os casos foram registrados no mês de setembro deste ano e as medidas necessárias para correção desse problema foram tomadas.
“Nos desligamos esses aparelhos, chamamos a empresa responsável pelo equipamento que fez a aferição destas máquinas e corrigiram o problema. Agora estamos no processo de retirada dessas multas. Realmente houve um disparate e identificamos motocicletas sendo multadas a 127 km/h. Coisa absurda!”, contou.
O fisioterapeuta Allan Cavalcante contou que teve duas motos multadas e entrou com um pedido junto ao Dnit. Segundo ele, uma das multas foi retirada cerca de um mês e meio depois da solicitação, mas que a outra ainda continua em processo.
“A primeira ocorrência foi no mês de agosto deste ano, a moto é do ano de 2007. Até esse período não tínhamos conhecimento de tantos casos, hoje são inúmeros. Recebi uma multa por pilotar a 163 km/h, algo impossível de acontecer, porque a minha moto não tinha condições mecânicas de atingir essa velocidade. A Polícia Rodoviária Federal me orientou a entrar com o pedido junto ao Dnit de Brasília”, disse Allan Cavalcante.
De acordo com o Allan, uma segunda moto dele também foi multada em outubro por excesso de velocidade. O radar marcou 159 km/h. “Essa ainda não chegou no meu endereço. Tive conhecimento através do site do Dnit. Entrei com um novo pedido e estou aguardando”, relatou.
Já o condutor Manoel Marcos Passos foi multado por duas vezes no mês de outubro, com um registro de velocidade de 144 km/h e outro de 88 km/h. “É impossível que minha moto tenha atingido essa velocidade, porque não ando a mais de que 40 km/h ainda mais em uma subida como existe no local onde a multa foi registrada”, explicou.
As vítimas que identificarem qualquer desconhecimento de multas ou irregularidades de registros nesses locais e nessas condições devem entrar em contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Da Redação com informações do G1 Piauí

Related Posts

Condutores reclamam de excesso de multas em radares no Litoral; Dnit diz ter corrigido erro
4/ 5
Oleh

Subscribe via email

Like the post above? Please subscribe to the latest posts directly via email.

Featured

Comments