Com segurança pública sucateada, Parnaíba vive dias difíceis



Se o parnaibano anda a pé é assaltado, nem adianta correr porque os bandidos estão usando arma de fogo; se anda de moto, não faz diferença; se anda de carro para se sentir mais protegido, colocam arma na cabeça do motorista; se ficar trancado dentro de casa o tempo todo, vive-se como prisioneiro de penitenciária; se for reclamar nas redes sociais da falta de segurança na cidade, alguns ainda vão chamá-lo de oposição e frustrado; se ficar de bico calado, a situação não muda.Por Ribamar Aragão
Dias difíceis, minha Parnaíba!
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

Comments

Featured