Mulher relata agressões de capitão da PM do Piauí flagradas em vídeo



População se revoltou com 'blitz' para apreensão de veículos em Buriti dos Lopes.
O vídeo de uma confusão generalizada entre populares e policiais militares repercutiu bastante nas redes sociais de todo o Piauí nesta quarta-feira (31). No vídeo, que mostra apenas uma pequena parte da confusão, um policial militar do batalhão de policiamento de trânsito aparece puxando os cabelos de uma senhora, em seguida, um morador da casa que é filho da mulher empurra o PM e corre de volta para dentro da residência, fazendo o militar largar a mãe dele e correr atrás do filho da mulher com arma em punho. O jovem identificado como Rick Sousa, de 20 anos, acaba se refugiando dentro da casa, enquanto, outros militares tentam impedir o ingresso do militar dentro da residência.
Segundo os populares, o jovem tinha ido deixar a mãe numa farmácia e na volta foi abordado pelos militares que tomaram a moto e disseram que o veiculo seria apreendido porque o jovem estavam sem os documentos, a mãe dele foi chamada ao local e ao ir falar com o PM, ela contou que o militar respondeu com bastante agressividade e acabou por agredir ela. A mulher disse que é empresária, dona de uma farmácia na cidade e chama-se Rosangela Sousa, e que denunciará o capitão da PM que o agrediu.
Toda confusão aconteceu na manhã desta quarta-feira no município de Buriti dos Lopes, Norte do Piauí, próximo a uma pousada as margens da BR-343. No local, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazem uma blitz com objetivo de apreender veículo, principalmente, motos em situação irregular, tendo apreendido dezenas de motocicletas, o que tem gerado um descontentamento e revolta dos populares.
O comando da PM do 2º Batalhão de Parnaíba ainda não se manifestou sobre o caso. Há algumas versões para o fato, uns dizem que estão havendo abusos por parte da PM e que no caso a mulher teria ido reclamar de um veículo apreendido e foi recebido com insultos e agressões por parte do capitão da PM.
Novas informações repassadas por testemunhas oculares e novos vídeos do caso, desmentem o boato de que os policiais teriam sido agredidos com pedradas. Na verdade, o caso foi isolado desse capitão da PM que agrediu a empresária que só queria saber o motivo da apreensão de seu veículo. A mesma deve levar o caso à Polícia Civil e Corregedoria da PM.
Em entrevista ao Portal Fala Piauí, a empresária Rosangela Sousa, conta como tudo ocorreu. "Meu filho tinha ido me deixar na nossa Farmácia, mas voltou em casa na moto para pegar algo, foi quando a PM apreendeu a motocicleta já na frente da nossa residência. Logo amigos me comunicaram o fato e eu sai da Farmácia e fui saber o que havia ocorrido. Educadamente, perguntei ao militar, que eu até conhecia. porque estavam apreendendo o veículo. Foi quando esse outro capitão já surgiu gritando, me chamando de vagabunda, todo nome, e eu pedi calma, mas ele já foi me agarrando e agredindo, dando tapas, estou com vários hematomas. Nisso, meu filho Rick viu e tentou me proteger e tentou afastar o policial de mim, mas o capitão fez foi sacar a arma e correu atrás do meu filho dizendo que ele era um bandido e que ia matar meu filho, após invadir minha casa", disse a dona Rosângela.
Ela ainda promete leva o caso a Corregedoria da PM e que já foi à delegacia fazer um B.O, mas não havia delegado.
O PORTAL FALA PIAUÍ continua aguardando a resposta da Polícia Militar do Piauí que ainda não se manifestou sobre o caso.
Edição e vídeo Portal do Rurik
Share on Google Plus

About Cleidiomar Sousa

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Comments

Featured